O crédito, cada vez mais cooperado


O crédito, cada vez mais cooperado
Ibratan Ilimitada
Concessão de Crédito
Comentários

Há muita curiosidade sobre as cooperativas de crédito no Brasil. Principalmente dos possíveis clientes (que na cooperativa são chamados de cooperados) pois o dinheiro é cada vez mais escasso por todos os que emprestam. Talvez até na sua casa, não?

Pois é. Assim como na sua casa existem as próprias leis, as cooperativas são formadas por regulamentação diferente do setor bancário. Elas não têm fins lucrativos e os seus “clientes” são na verdade investidores da instituição, pois têm parte na operação da cooperativa a partir do momento em que ingressam como cooperados e participam dos resultados da cooperativa, assim como na sua casa, provavelmente.

Apesar da regulamentação diferente, elas oferecem serviços básicos dos bancos, tipo caixa eletrônico, talão de cheques e empréstimos. Assim como os bancos, qualquer possível cliente terá também o seu crédito avaliado e seu histórico conferido. Não se engane: as cooperativas tratam o crédito com crescente seriedade.

Bom, vamos às diferenças das cooperativas de crédito: algumas são voltadas para determinado setor profissional. Existem cooperativas para engenheiros, médicos ou advogados que, se perdem essa qualidade profissional, (um advogado tendo o seu registro revogado na OAB, por exemplo) perdem seus direitos de cooperados.

O lado bom disso é que elas são focadas para atender tais profissionais. Os atendentes são familiarizados com as realidades da profissão, o que facilita muito para quem é atendido. As condições de crédito são mais adequadas às características do cooperado, pois quem trabalha no campo, por exemplo, é sujeito às safras, ao clima e não pode se submeter a muitos produtos do setor bancário. Por isso também, filiar-se a uma cooperativa de crédito é solução escolhida por muitos hoje em dia.

Nem todas as cooperativas têm esse caráter. Porém, algumas permitem livre associação para profissionais de qualquer setor ou profissionais autônomos não-regulamentados e funcionários públicos.

Outras cooperativas admitem empresas como cooperadas, oferecendo produtos melhor adequados à realidade delas. É válido pesquisar quais são as vantagens oferecidas por uma cooperativa de crédito se você é um MEI, ou tem uma empresa pequena ou média. Pode existir uma atenção especial ao seu porte ou setor.

Em suma, as cooperativas apresentam uma saudável alternativa para a economia. Têm alcance diferente dos bancos, complementando-os com produtos voltados a diferentes categorias profissionais, permitindo assim que os cooperados tenham um atendimento mais próximo e que sejam melhor compreendidos.

Dessa forma, gera-se um efeito coletivo mais estável, pois apesar de o crédito concedido ser menor do que os bancos oferecem – pelo menos por ora – ele é oferecido com mais atenção, e pode ser negado com mais facilidade. A vantagem disso é que a comunidade não fica tão afetada por maus pagadores, o que é positivo para todos nós.

Pesquise um pouco mais em Banco Central do Brasil.

Sucesso!